terça-feira, outubro 19

As estrelas que hoje brilham são poucas. O céu está limpo e está bastante frio. Ainda me lembro de no ano passado o frio atacar e tu estares lá para me aqueceres, a mim e ao meu coração que tanto palpitava por ti. Não eram noites em branco que faziam o meu sentimento ser maior, não eram sorrisos e orelha a orelha que me deixavam mais feliz. Eram as tuas palavras e a maneira parva como dizias as coisas e me fazias rir de uma maneira tão pura. Gostava quando a lua estava sobre nós a iluminar os nossos rostos a transbordar de alegria, gostava da areia que se metia entre os nossos dedos e nos fazia comichão enquanto as tuas palmas seguravam as minhas. “Sabes uma coisa? És a melhor namorada do mundo!” – disseste tu com o coração cheio, e eu acreditei, mas naquela altura fazias-me completamente feliz, era como se nunca me tivesse apaixonado por ninguém e tivesses sido a minha primeira paixão, o meu amor platónico. Meu amor, e agora que já não me acompanhas, sinto a tua falta e a falta dos teus abraços apertados que não me deixavam cair, e me deixavam sem folgo. Tenho saudades tuas, do brilho dos teus olhos e do teu sorriso de criança. Da tua voz e das mensagens de boa noite. Não te podia prender em mim, nem tu te podias prender em mim. Todos os humanos erram, e tu erraste demais, a culpa não foi minha, foi tua. Não posso fazer mais nada para além de recordar todos os dias que foste a melhor pessoa que até então passou pela minha vida e me fez voltar a sorrir como uma criança de cinco anos. Espero um dia voltar a encontrar-te para ficar alguns minutos parada a olhar para o teu espelho de alma e lembrar-me de como fomos felizes e de como sabia de cor as formas do teu corpo. Quero sentar-me e relembrar-te que foi aquela praia que testemunhou o nosso amor, e a areia, que hoje levada pelo vento, relembra o sentimento que transbordámos. Quero (re)encontrar-te para te abraçar, fechar os olhos e voltar um ano atrás, sentir o teu beijo e perceber que o sabor dos teus lábios não mudou. Quero amar-te, novamente, um dia.
I will always love you, remember me.

6 comentários:

  1. Essa saudade, essa falta vai passar flor, e se for pra vcs ficarem juntos, vão ficar!
    De fato todos queremos amor, amar e ser amados!

    Belo texto!

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Mas que grande texto *.*

    a-d-o-r-e-i

    ResponderEliminar

peças