terça-feira, julho 20


Ele tinha chegado do trabalho, abriu a porta de casa, tirou o casaco e pousou a mala junto ao sofá. Ela esperava-o, em pé, junto da bancada da cozinha, tinha feito o jantar e em cima da mesa haviam algumas velas. Ele aproximou-se e deu-lhe um beijo. Sentaram-se e apreciaram todo o jantar, tendo a mulher, avisando-o que logo depois teria uma surpresa. Passaram umas horas e ela amarrou uma venda sobre a vista do homem. Ele agarrou a mao dela, e esta guiou-o. Sairam de casa, e foram de carro até um sitío que até então ele desconhecia. Quando ela abriu a porta para ele sair, notou logo na brisa que estava no ar e calculou: é a praia. A maresia não enganava ninguém. Estava uma noite amena e a lua não estava cheia, a praia estava deserta, o que queria dizer que ambos estavam sozinhos. Ela guiou-o até ao meio da praia e tirou-lhe a venda. Ele sorriu e perguntou o porquê de estarem ali. Ela não respondeu e abraçou-o. Ele estava um pouco confuso, mas lembrara-se, fazia hoje um ano que se conheciam, e fora mesmo ali, naquela praia que se haviam conhecido. A partir daquele pensamento, tudo fazia sentido. Ele fechou os olhos e abraçou-a com força não querendo que ela nunca partisse. Ela retribuiu o abraço, e quando os seus olhos se cruzaram ambos sentiam que tinham sido feitos um para o outro. Os lábios dela estavam repletos de desejo, e os dele pediam amor. Deitaram-se na areia fina que se entranhava na sua pele. Estavam ali para se amar, all night long. E assim foi.

5 comentários:

  1. bateste tudo e todos com essa frase, adorei :o
    escreves mesmo bem :o adoro a forma como pensas em novos "temas" :)

    ResponderEliminar
  2. eu agora só consigo sobre o "tal rapaz", o que é extremamente irritante. raramente posto no blog, ligo mais ao fotolog :s

    ResponderEliminar
  3. é sim minha querida :)
    adoro este texto *

    ResponderEliminar
  4. Não me agradeças; se segui, foi porque gostei deste teu cantinho! Obrigado eu, por gostares da minha escrita *.* um beijinho.

    ResponderEliminar

peças