terça-feira, junho 29


O telefone toca (...)
«atendo, não atendo?...»

- Estou?
- Diz que me amas.
- Porquê?
- Diz-me.
- Mas para quê?
- DIZ.
- Eu amo-te.
Pausa.
- Obrigada, era só isso que precisava de ouvir (a voz treme e desaparece aos poucos).
- Foi só para isso que me ligaste?
- Sim, precisava de sentir que ainda me amas.
- Oh..eu amo-te muito.
- Eu também te amo.
- Eu sei, eu sei..

É disto que tenho falta, sabes? São simples coisas do passado que fazem com que o presente seja um livro de grandes e boas recordações.

1 comentário:

  1. E o passado está sempre presente no teu coração, agora tenta não relembrar muitas vezes que por vezes doí :S


    Gostei *-*

    ResponderEliminar

peças